Blog FN Imóveis

Imobiliária em Balneário Camboriú

Você sabe como avaliar um imóvel?

Voc sabe como avaliar um imvel?Você já pensou na possibilidade de morar em um imóvel maior ou melhor, mas não sabe quanto custaria vender o imóvel que possui hoje? Esta dúvida é muito frequente entre os proprietários de imóveis no Brasil e é mais comum do que você imagina. 

Geralmente o proprietário pensa em um valor na hora da venda, mas o corretor, perito imobiliário, banco e o futuro comprador pensam em outro. E aí? Como chegar ao preço correto e justo na hora de vender - ou comprar - um imóvel? Vamos descobrir juntos?

Qual a importância de avaliar o meu imóvel?

A avaliação de imóvel é um dos principais detalhes a serem estudados na hora de vender um imóvel. É através dela que você terá um panorama do quão difícil será vender o seu imóvel - ou não.
O laudo técnico de avaliação é tão importante que é ele quem vai ajudar a estipular o preço justo do seu imóvel. Na hora de comprar ou vender um imóvel, as suas condições são muito bem observadas, mas não é só isso que se leva em conta - a localização; o valor do metro quadrado e os critérios estabelecidos pelo mercado e pelos especialistas também contam e muito!

A avaliação evita que problemas - muitas vezes escondidos - do imóvel incomodem o futuro comprador e o antigo proprietário. Evita ações judiciais e problemas que podem surgir com documentação incompleta ou surpresas desagradáveis na hora de se mudar.

Quem pode avaliar o meu imóvel?

A avaliação - correta - de um imóvel é feita por uma pessoa especializada. Antigamente, apenas profissionais registrados no CREA - Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura, podiam avaliar um imóvel e mesmo assim, os arquitetos ou engenheiros precisavam de mais uma formação focada em avaliação para efetuar este trabalho.
Hoje em dia, o CRECI, que é o órgão que regulamenta e fiscaliza os Corretores de Imóveis, possibilitou que estes profissionais também tivessem a autorização para avaliar os imóveis - o que é de grande valia, já que os corretores vivenciam o mercado imobiliário com muito mais propriedade. 

Ainda assim, para que o corretor imobiliário possa avaliar um imóvel, ele precisa de uma graduação, uma pós graduação ou um curso técnico de avaliador. E estes devem ser reconhecidos pelo COFECI, que é o Conselho Federal dos Corretores de Imóveis.

Com o diploma em mãos, o corretor imobiliário garante um registro único no CNAI - Cadastro Nacional de Avaliadores de Imóveis. E apenas ele dá o direito legal e formal à prática. É por este motivo, que nem todo corretor imobiliário pode avaliar um imóvel. 

Alguns corretores não especializados costumam praticar tal ato e o laudo que eles fornecem é considerado um POCI, ou melhor, um Parecer Opinativo de Comercialização Imobiliária. O POCI, fornecido nestes casos, é apenas um laudo baseado exclusivamente na experiência profissional e de mercado que o corretor tem. 

Como funciona a avaliação de um imóvel?

A coleta de dados da região onde o imóvel está situado é o primeiro passo para iniciar uma avaliação.
Perguntas importantes como: "qual é o preço médio dos imóveis semelhantes ao meu?"; "qual o preço médio do metro quadrado?"; "como é a área em que o imóvel está situado?" e por aí vai, colaboram no valor final da avaliação do imóvel.

Não existe especulação na hora de avaliar um imóvel. O ato é racional e técnico. Uma busca nos valores médios já comercializados e semelhantes ao seu e uma média das amostras coletadas ajudam a encontrar o valor do metro quadrado da região. Esta parte é fundamental para entender e descobrir qual o valor real do metro quadrado da área. 

Quais os critérios analisados na hora de avaliar um imóvel? 

Localização, segurança, características, tamanho e idade do imóvel, orientação solar, vista e andar, quantidade de garagens e sacadas e a tecnologia do edifício são alguns dos critérios analisados na hora de precificar o imóvel.
A localização sempre vai contar muitos pontos. O mesmo imóvel contruído em regiões diferentes da cidade também possuem diferentes valores. Cada bairro de uma cidade tem as suas particularidades e suas características, por isto, a localização do imóvel a ser vendido - ou comprado - é tão importante!
Imóveis com o mesmo padrão e construídos no mesmo bairro, podem ter valores completamente diferentes. Isto se dá em razão de uma rua ser mais valorizada que a outra; ter mais comércio que a outra; mais segurança, tranquilidade ou estar situado em uma avenida movimentada ou não. 

A segurança e a tecnologia do imóvel são outros pontos importantes a serem considerados. Na hora de avaliar um imóvel, percebe-se se, em casos de edifícios, há portaria 24h, câmeras de segurança nos acessos, sistemas de monitoramento, cercas elétricas, elevadores automatizados, portões automáticos, entre outros. 

Quanto mais recursos tecnológicos ou de segurança, maior o preço do imóvel. Detalhes muitas vezes imperceptíveis como acendimento automático de luzes, abertura automática de portas e portões, cabos para televisão e internet e afins, oferecem mais tecnologia e comodidade ao futuro morador. 

Idade do imóvel, posição solar e características como tamanho também contam bastante. Quanto mais novo o empreendimento, menores as chances de reformas ou problemas hidráulicos, elétricos e afins. 

Se o imóvel nunca recebeu um morador, as chances dele ser vendido rapidamente são maiores, pois não há indícios de estragos ou falta de cuidado. Se o imóvel é novo ele é mais procurado, porém, se o imóvel é muito antigo, as chances dele ter uma planta com mais espaço ou mais bem distribuída também são maiores (mesmo que seja preciso efetuar reformas ou reparos).

Pode não parecer, mas a posição solar também conta e muito! É por este motivo que os apartamentos dos últimos andares custam mais do que os outros. Além da vista que ele oferece da cidade ou do mar, por exemplo, a luz natural que entra no apartamento é sempre muito desejada, já que contribui para a economia de energia, conforto térmico e no combate ao mofo, umidade e ácaros. 

Na característica do imóvel está inclusa a área de lazer. Quanto maior, melhor. Cinema, piscina, academia, salão de festas e de jogos, entre outros, influenciam muito na precificação do imóvel, assim como varandas e garagens. Imóveis com mais vagas de garagens custam mais caro que imóveis sem vagas, pois é muito comum encontrar no mínimo dois carros por família hoje em dia. 

Varandas também são uma boa pedida. E se elas são gourmet, melhor ainda. As varandas gourmet, com espaços para poltronas, mesas, churrasqueiras, bares e afins são tendências no mercado imobiliário, pois oferecem mais espaço, melhores vistas e mais interação com a família e amigos. 

Outras razões para fazer uma avaliação de um imóvel:

A avaliação do imóvel também é essencial em situações em que há brigas familiares na justiça, como nos casos de inventários ou processos de divórcios, em que as pessoas discordam sobre o valor do imóvel herdado ou dividido.

Também é muito comum usar a avaliação de um imóvel nos casos de permuta de imóveis ou inadimplência do devedor, por exemplo, quando o banco resolve tomar o bem e o proprietário considera que o valor do imóvel é maior do que o indicado pela instituição bancária. 

Ou seja, o parecer técnico de um especialista resguarda nas negociações e dá base ao valor estipulado pelo vendedor quando este recebe muitas contrapropostas na hora de negociar.

Cuidados e dicas extras:

Certifique-se que o avaliador do seu imóvel seja profissional e que possua todas as certificações necessárias para atuar na área. 

Confira se o profissional está realmente cadastrado no Cadastro Nacional de Avaliadores de Imóveis - pois é este documento que comprova que ele está apto para realizar a avaliação. Esta informação pode ser conferida no link a seguir: www.cofeci.gov.br/avaliadores-imoveis

Além disso, não se esqueça: solicite a avaliação do imóvel por escrito e assinada pelo avaliador responsável.
Pronto! Agora você já tem um pouco mais de conhecimento sobre a importância de avaliar um imóvel de maneira correta; quem pode realmente avaliar o seu imóvel e o que a avaliação, de fato, analisa! E com isto, fica mais fácil entender os motivos de determinado imóvel ser cobrado X ou Y. 

E lembre-se, com a avaliação em mãos, fica mais fácil negociar o seu imóvel pelo valor correto e justo! 

Ficou com alguma dúvida sobre os critérios e fatores mercadológicos que influenciam na precificação do seu patrimônio? Então entre em contato, pois estamos à sua disposição!


eu amo BC, Balneario Camboriu, Santa Catarina, imoveis em SC, investir em Santa Catarina, dicas, blog, litoral catarinense, praia, aquário em Balneário Camboriú, roda gigante Balneário Camboriú

Fonte ( www.cofeci.gov.br/, exame.com/seu-dinheiro/como-descobrir-quanto-vale-o-seu-imovel/)